Sábado, 20 de julho de 2024

Até quando Coudet?

O Internacional, após ficar três partidas invicto, voltou a ser derrotado. Desta vez para o Vitória, em Salvador, pelo Brasileirão. Os mandantes não tinham vencido ninguém no seu retorno a séria A, até enfrentar o colorado. Neste jogo, Coudet mais uma vez colocou um time alternativo, testando atletas e com baixas de última hora, por lesão. Entretanto, o desempenho do clube ficou irreconhecível e o argentino, na beira do campo, enlouquecido com o que viu.

Na Coletiva, Eduardo Coudet chegou a soltar o verbo, falando que foi o pior primeiro tempo do time em 2024. Na escalação inicial, observamos o retorno de uma jovem promessa do clube: Matheus Dias, que até então vinha sendo esqeucido pelo comandante. São escolhas como estas que o torcedor não consegue entender, pois tem jogos que nem relacionado o jogador é e em outros ele vira titular do time. Mais uma vez vimos um Internacional perdido em campo, sem conseguir administrar a partida ou muito menos abastecer Lucas Alário.

Aranguiz, foi escalado na função de articulador, junto com Hyoran, os quais pouco tocaram na bola. Deu medo, ao enxergar a produção que o colorado teve durante os 90min contra o Vitória. Todos os clubes que jogaram contra o time de salvador, conseguiram ter um padrão de jogo e estabilidade durante a partida, menos o Inter.

É óbvio que temos que relevar os desfalques e os problemas que o time vem sofrendo por lesões ou convocações, mas quem quer ser campeão, não pode tropeçar para Vitória, Atl Go e clubes que lutem contra o rebaixamento. Tá na hora de alguém da direção chegar no Coudet e ver o quanto ele ainda quer permanecer em Porto Alegre, pois com este elenco, seria obrigação do clube ter um primeiro semestre melhor do que o que foi até o momento.