Sábado, 20 de julho de 2024

Clássico Ga-Pas agita Passo Fundo neste domingo

Luiz Fernando (E) do Passo Fundo e Kauan Bizescki estarão em campo.

Este domingo (30) é especial em Passo Fundo. Às 15h, acontece o clássico da cidade. O Vermelhão de Serra será o palco de Passo Fundo x Gaúcho.

As duas equipes chegam com moral para o duelo. Após uma vitória sobre o Esportivo por 3×1, o Passo Fundo ficou é terceiro no Grupo A da Divisão de Acesso e pode encaminhar a classificação caso supere o alviverde no clássico.

Para o Gaúcho, que goleou o Brasil de Farroupilha por 3×0 na última rodada, vencer o tricolor pode significar a entrada no g-4.

Mas um clássico é sempre um campeonato à parte. O jogo para a cidade e mobiliza torcedores de uma maneira diferente. A reportagem da Masper TV conversou com o zagueiro Luiz Fernando do Passo Fundo e com o meia  Kauan Bizescki, do Gaúcho, sobre o confronto.

Pergunta: Como o jogador se prepara para um clássico? Tem alguma diferença?

Luiz Fernando: Todos os jogos são muito importantes, mas o empenho, a dedicação, a preparação e a vontade de vencer sem dúvida aumenta. Ganhar é bom, mas ganhar um clássico é melhor ainda… Um clássico mobiliza toda a cidade, gera uma expectativa muito maior nos nossos torcedores, e o nosso objetivo, além de pontuar, é deixar a nossa torcida feliz e orgulhosa.

Kauan: A preparação é a mesma, porém com mais foco e concentração por ser um clássico e pela importância que tem para nosso time no momento do campeonato.

Pergunta: Como é o clássico aí na cidade? Você sente os pedidos do torcedor nas ruas?

Kauan: Sim, mexe com todo mundo. Como disse a concentração tem que estar lá em cima, apenas 100% não serve tem que estar 120%, vai além dos 3 pontos e das quatro linhas. É uma mistura de sentimentos muito boa, é o jogo que todo jogador quer jogar pelo tamanho que é.

Luiz Fernando: Como eu não sou da cidade e tenho saído muito pouco, o termômetro da torcida vem muito através das redes sociais. Não tenho recebido mensagens em tons de cobranças, mas de apoio tem surgido muitas. A torcida vem se mobilizando bastante no decorrer do campeonato, e na semana de clássico ainda mais.

Pergunta: Mesmo valendo os mesmos 3 pontos, o clima é diferente? Como fazer para manter a tranquilidade num jogo como este?

Luiz Fernando: Sem dúvida alguma. Como disse anteriormente, toda a cidade se mobiliza e com os jogadores não é diferente. A expectativa é grande e a nossa entrega também, pois ninguém quer perder um clássico. É importante que a gente seja mais enérgico, mas manter a tranquilidade é tão importante quanto para que sejamos o mais assertivos possível nas nossas escolhas, nas nossas ações e assim, consigamos sair com a vitória.

Kauan: O clássico, independente de onde for, sempre mexe com as pessoas, em especial em Passo Fundo.. Tem uma rivalidade muito sadia, a empolgação toma conta a semana inteira, brincamos que pra ter uma semana “tranquila” de treinamento se passa pelo clássico.

Giovani de Oliveira

Giovani de Oliveira

Sou um cara de Porto Alegre! Colorado, acredito no Jornalismo e no Movimento Escoteiro como ferramentas para deixar o mundo um pouco melhor do que eu encontrei. Gosto de fazer entrevistas e tecer comentários aleatórios sobra a vida, o universo e tudo mais.