Sábado, 20 de julho de 2024

Até que ponto vale insistir?

O Grêmio foi derrotado, mais uma vez, no Campeonato Brasileiro, somando seis derrotas, dois empates e uma vitória em nove jogos pós-enchente no certame nacional. A goleada sofrida diante do Juventude, fez o técnico Renato Portaluppi repensar se vale a pena ou não permanecer no cargo, tendo em vista o que o time vem produzindo. Deste modo, a direção achou a melhor mantê-lo, acreditando que o problema é na montagem do elenco e não na execução do trabalho. Será que ainda é possível extrair mais deste grupo?

Renato é um ídolo da torcida, fez por merecer ganhar a estátua e se tornar uma lenda dentro do clube. Entretanto, faz quanto tempo que o time não vence uma competição? O segundo lugar no Brasileirão de 2023 fez o torcedor e a direção se encantarem e acreditarem que era possível buscar um caneco nesta temporada, contudo o grupo foi montado de forma equivocada e com poucas peças de qualidade. O Grêmio de 2016 e 2017 que venceu Copa do Brasil e Libertadores, também não tinha um grupo tão forte, mas tinha uma postura diferente e um treinador que fazia boas leituras de jogo, além de peças importantes da categoria de base, algo que o comandante pouco utiliza neste ano. Nesta temporada, Portaluppi tem repetido vários erros, deixando um meio de campo sem marcação e com pouca variação de jogadas.

O torcedor está perdendo a paciência e vendo um time brigar contra o rebaixamento, rodada após rodada e sem perspectivas de que vai sair de lá tão cedo. Vale mudar o treinador? Departamento de futebol? Ou apenas contratando vai sair dessa? Até que ponto vale investir em jogadores pontuais, tendo em vista que na janela passada a direção prometeu bons reforços e deram JP Galvão, Besozzi e Rodrigo Ely, por exemplo.
A gestão da temporada passada deixou uma boa impressão, mas a dessa vem decepcionando e come

tendo erros que podem custar caro. Acho que perder o Renato agora seria um grande erro, mas ele precisa ser cobrado, assim como , internamente, uma mudança precisa ser feita. Não dá para esperar fechar a janela para fazer um levantamento se quem está por lá vai bem ou mal no cargo. O Grêmio precisa abrir o olho e mexer o quanto antes para não ser tarde demais!