Sábado, 20 de julho de 2024

Inaugurado Museu Histórico das Missões em Santo Ângelo

Foto: Maurício Tonetto/Secom

Nesta sexta-feira (5), o Museu Histórico das Missões foi inaugurado em Santo Ângelo, com a presença do governador Eduardo Leite e da secretária da Cultura, Beatriz Araujo. O novo espaço, dedicado à preservação e divulgação da riqueza cultural e histórica das Missões Jesuíticas e da região missioneira, é a primeira entrega do Edital + Museus, financiado pelo programa Avançar na Cultura.

Com um investimento total de R$ 3,2 milhões, sendo R$ 2,5 milhões provenientes do governo estadual, via Secretaria da Cultura (Sedac), e R$ 750 mil da prefeitura, o museu promete ser um importante ponto de atração turística na região. Durante a cerimônia de inauguração, o governador destacou a importância de espaços culturais bem estruturados para atrair visitantes e fomentar o desenvolvimento local.

“Os recursos do Estado que foram aportados para ajudar a prefeitura a estabelecer esse museu reafirmam o nosso compromisso com o desenvolvimento da Região das Missões a partir do seu potencial turístico, gerando emprego e renda. A região missioneira remete às origens do Rio Grande, nossa identidade e ancestralidade, e o museu está belíssimo, muito bem estruturado e atrativo, como deve ser, para encantar a todos que aqui passarem, mostrando a riqueza da nossa história e cultura”, afirmou o governador.

O Museu Histórico das Missões conta com diversas salas permanentes que abrigam acervos de arte sacra missioneira e das Missões Jesuíticas. O espaço também inclui um Memorial Étnico-Cultural, Memorial do Gabinete do Prefeito/Intendência e a Galeria dos Grandes Personagens das Missões. Além disso, oferece salas dedicadas à formação de público e educação patrimonial, com apoio de material audiovisual, e abriga o Centro de Pesquisa Missioneira e o Arquivo Histórico Augusto César Pereira dos Santos.

A secretária da Cultura, Beatriz Araujo, enfatizou a relevância de Santo Ângelo agora oferecer um local que reúne história e arte missioneira, valorizando o legado jesuítico guarani. “Desde 2019, zelar por essa valiosa riqueza material e imaterial tem sido um compromisso central do governo do Estado. Seguimos trabalhando em diversas frentes para garantir que o patrimônio histórico e artístico gaúcho seja protegido e se mantenha acessível a todos, e para que nossas instituições museológicas sejam espaços de convivência, com oferta de atividades que enalteçam a nossa identidade cultural em sua diversidade, no passado e no presente. O Museu Histórico das Missões é mais um passo importantíssimo nessa nossa caminhada”, declarou Beatriz.

O novo museu surge como um marco na preservação da memória artística e do legado histórico da Região das Missões, contribuindo significativamente para o turismo local e a valorização da identidade cultural gaúcha.