Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Até onde este rodízio pode levar o Inter

Eduardo Coudet tem realizado uma briga com os torcedores rodada após rodada, não utilizando as força máxima nos jogos. Deste modo, o argentino optou por um rodízio no time, algo que ele faz desde o início da temporada, ainda nos tempos de Campeonato Gaúcho. Entretanto, contra times menores, o Inter vencia e mantinha um padrão, diferente do que vem ocorrendo atualmente. O incômodo chega a ser contraditório, pois em números o time de Coudet tem apenas três derrotas na temporada e uma sequência de três jogos com vitórias seguidas.

Para encarar o São Paulo, em Cricíuma, o colorado deverá ter um novo sistema defensivo, com Robert Renan ganhando chances e Mallo na lateral direita. Até que ponto por o Bustos no banco fará bem ao Internacional? O lateral tem dificuldades de marcação, mas a sua chegada na frente é um dos pontos fortes do time comandado pelo argentino. Se fosse uma preservação por conta de um rísco alto de lesão, eu entenderia. Entretanto, trocar por trocar, não me parece a melhor opção. Ele já não tem Rochet, Maurício, Borré e Valencia, pra que mexer mais no time? A partida contra o SP não é fácil, pois o tricolor paulista vem de um bom momento com o Zubeldía no comando.

O Internacional que exaltou para todos os cantos que seria um candidato ao título do Brasileirão, não pode dar mole e deixar de pontuar amanhã, em casa, diante do São Paulo. Pela força do elenco e as peças que o Inter tem, o mínimo que podemos esperar é um time com força máxima e conseguindo jogar de igual para igual com o adversário, algo que está difícil de ver nos últimos compromissos.