Domingo, 16 de junho de 2024

O rodízio do Coudet e forma do Inter jogar

O Internacional entrou em campo mais uma vez, pela Sul-Americana, com um time diferente do que o torcedor esperava. O argentino Eduardo Coudet, optou por colocar um time alternativo diante do Real Tomayapo, dando oportunidade para Hyoran, Alário, Fernando e Bruno Gomes. Volante acabou marcando o primeiro gol colorado na partida, que terminou com uma vitória de 2 x 0 na Bolívia. Entretanto, o desempenho continua sendo uma cobrança em cima do comandante colorado.

Os três pontos eram necessários para o clube continuar com o sonho de avançar para a próxima fase do torneio. Agora, o Inter, com uma vitória diante do Delfín, no Alfredo Jaconi, dependendo do número de gols, pode escolher o adversário que quer enfrentar, dentre eles estão: Libertad, Rosário Central, Universidad Católica e Independente Del Valle. Por outro lado, o torcedor ainda está preocupado com as atuações do time, tendo em vista que foi apresentado um futebol muito abaixo das expectativas diante do Tomayapo.

Coudet optou, mais uma vez, pelo rodízio, dando chances para atletas que não vinham jogando com frequência. Entretanto, vimos um Inter com dificuldades de criar contra um time fraco e com poucas variações de jogadas. O medo da torcida é que Coudet não consiga administrar o time, mesmo ele vindo com o discurso de que o Inter vai brigar por títulos nessa temporada. Entramos no mesmo de junho, metade do ano, e ainda não sabemos qual o time ideal para um confronto decisivo. Ele tem um grupo forte na mão, mas parece não conseguir extrair o melhor de cada atleta. É óbvio, e seríamos hipócritas ao falar que o resultando não esta vindo, isso é evidente, tendo em vista que de três jogos o time vem de duas vitórias seguidas. Porém, estas atuações acabam deixando dúvidas na cabeça dos colorados. Será que o time vai brigar mesmo por um caneco? Podemos confiar no Coudet? Vamos ver Alan Patríck voltar a ser o mesmo do ano passado? Maurício ser o Maurício?

São estas perguntas que o comandante colorado precisará responder e tranquilizar sua direção e torcida nos próximos jogos. Nem sempre apenas a vitória interessa, mas o resultado final e a parte tática, a vontade de ver o time jogar, também são alvos de cobrança.