Terça-feira, 21 de maio de 2024

Solidariedade, Rio Grande do Sul recebe abraço de todo o Brasil

“O povo ajuda o povo”, esta tem sido uma frase bastante repetida nas redes sociais em relação às enchentes que assolam o Rio Grande do Sul. E de fato, a solidariedade tem sido uma marca importante deste momento difícil vivido pelos gaúchos.

Nesta segunda-feira (13), o número de pessoas em abrigos chegou a 80.826 de acordo com a Defesa Civil. Em todos os clubes, ginásios, escolas e espaços públicos que recebem aqueles que não tem mais para onde ir, é o trabalho de voluntários que garante a limpeza, o preparo dos alimentos, a organização e até o entretenimento de crianças.

Além de quem está nos abrigos gaúchos ou em barcos e jet skis resgatando sobreviventes, a solidariedade também vem de longe. Não faltam exemplos de campanhas organizadas pela sociedade civil. O Criciúma Esporte Clube, por exemplo, encabeçou a arrecadação de quase 400 toneladas doações.

Também no futebol, o Atlético Mineiro realizou um treino aberto, pedindo alimentos e água para o Rio Grande do Sul. Mais de cinco mil litros de água mineral foram arrecadados. Além disso, foram entregues 80 cestas básicas, 560 quilos de macarrão, 1.390 quilos de feijão, 790 quilos de arroz e muitos outros alimentos.

Ainda não existe um levantamento oficial, nem do Governo Federal, nem do Palácio Piratini, sobre o volume de doações até o momento. Na última quinta-feira (9), só por órgãos da União, já haviam chegado duas mil toneladas de alimentos ao estado, frutos da solidariedade dos brasileiros.

Outro número que demonstra a força da ajuda do povo para os atingidos pelas enchentes são os valores doados via pix. Além das diversas vaquinhas criadas por entidades, a do Governo Gaúcho, até a última sexta-feira já havia recebido R$ 93.474.000,00.