Terça-feira, 21 de maio de 2024

Diferença salarial entre homens e mulheres no RS, é maior que a média do país

Em evento realizado em Brasília, os ministérios do Trabalho e Emprego (MTE) e das Mulheres apresentaram nesta segunda-feira (25) o primeiro Relatório Nacional de Transparência Salarial. Conforme o levantamento, mulheres ganham 22,4% a menos que os homens no Rio Grande do Sul. O índice é maior que o nacional (19,4%).

O levantamento foi feito com 49.587 estabelecimentos com cem ou mais empregados no país — 3.055 do RS — e considera dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2022. No Estado, a média salarial é de R$ 4.449,22. Homens recebem R$ 4.926,80, enquanto mulheres recebem R$ 3.821,30.

Os dados também consideram diferenças pela cor da pele. Nos estabelecimentos gaúchos pesquisados, homens não negros recebem, em média, R$ 5.118,36, enquanto, entre homens negros, a média é de R$ 3.903,38. As mulheres não negras recebem R$ 3.958,78. O grupo com menor remuneração média no Estado é o das mulheres negras: R$ 2.951,72.

O Rio Grande do Sul ocupa a penúltima colocação em políticas de incentivo à contratação de mulheres, com presença desse tipo de medida em apenas 25,9% dos estabelecimentos mapeados.