Domingo, 16 de junho de 2024

Tem elenco para essa sequência?

Na campanha para presidente do Internacional, o qual Alessandro Barcellos, foi reeleito, teve como um objetivo o título do Campeonato Brasileiro e que esta seria a principal meta do clube na temporada. Para atingir este êxito, o comandante colorado fez altos investimentos e trouxe nomes de peso como Borré e Alário, mas não contava com a paralização do torneio e o acumulo de jogos.

Em 2024, o técnico Eduardo Coudet ganhou reforços para todas a posições, praticamente, para tornar um colorado competitivo e forte na briga pelo Brasileirão. Entretanto, o calendário brasileiro proporcionou para os gaúchos uma série de desfalques, sejam elas por lesões ou suspensão. O Inter chegou a ter Alan Patríck, Valencia e Wanderson fora de combate, os principais nomes do meio para frente. Deste modo, foi o momento de mostrar que tem, hoje, grupo para brigar com os demais postulantes.

Com os últimos acontecimentos no Estado, sabemos a dificuldade que vai ser “mandar” jogos longe do Estádio Beira-Rio, porém, na minha opinião, o principal empecilho será aguentar a sequência de jogos num curto espaço de tempo. O Inter vai ter um calendário de seis partidas em 16 dias. É o momento de provar que tem grupo, capacidade e força para poder brigar com os grandes do futebol brasileiro. Não é uma tarefa fácil, pois sabemos que Coudet gosta de fazer rodízio com os jogadores, mas também saber quem conseguirá aguentar o ritmo de jogar, treinar e pouco pensar em descansar.

Coudet sabe que estes momentos em que o clube está em ITU é fundamental para dar ritmo, mas, principalmente, ajustes na sua equipe, pois depois que recomeçar o torneio, os treinos ficarão cada vez mais na base de vídeos e conversas.